Meus livros!

20 outubro 2010

FELIZ DIA DO POETA!



POESIA s.f. (lat. Poseis,is) 1. Obra em verso; poema. 2. Forma de expressão linguística destinada a evocar sensações, impressões e emoções por meio da união de sons, ritmos e harmonia e usando uma seleção de vocábulos essencialmente metafóricos. 3. Gênero de poema. 4. Estilo particular de um poeta, de uma nação, de uma época. 5. Característica do que toca, eleva, encanta. (Larousse do Brasil, 2007, p.805)

A poesia traduz um estado de alma, os nossos sentimentos expressos em versos. Seja nas entrelinhas ou não, a poesia é verdadeira, reflete nosso ser e querer. Se falhamos ou alcançamos um ideal, de qualquer forma, poetizamos.

Sabiamente, registrou Fernando Pessoa:
“O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.”

Para todos os poetas, deixo uma poesia que escrevi em 2005:

O outro olhar

Nas luzes da cidade
estrelas pontilhadas
de gente, seres e cores

Lugares divididos
Sonhos separados
No todo, o tudo é diversificado
Os gestos, as esperas, as saudades, os olhares

Nas estações, nos ritmos
Transformam-se os sentidos
Deita na página a face do mundo
E faz ser o que nem todo mundo vê.

E, através das palavras entrelaçadas
das linhas intercaladas
Longe,
existe alguém que entende as outras vozes
ouve os outros cheiros
lê as outras falas

Alguém que sonha um pouco de todos os sonhos
interpreta cada uma das expressões
tem o vasto mesclado na alma
letras feras ou calmas
sentimentos nobres ou intensos
cenas, toques e salas

Nas canções ou intenções
eis a mão que sofre ou não
vezes se emociona, outras a realidade devora
e sorri, sente
porque além do que é diferente
do ausente ou presente
seja noite ou dia
Vive poeta!
Traz o olhar da poesia
rima, lira e delira,
e, mesmo traindo a métrica,
brinca e namora...
Recria na arte
o que tem nome de vida.


6 comentários:

  1. Belíssima homenagem, Bruna. Um dia, sem dúvida, especial. Mais bonito, mais colorido. Pois o poeta, traduz em arte, a vida que pulsa dentro de si. Bom dia, grande abraço, boa semana :)

    ResponderExcluir
  2. Olá, bom Dia!!!
    Linda poesia!!Estou levando o seu banner, para colocar no meu blog!!Estou te seguindo.
    Se puderes visite o meu blog, e deixe um comentário:
    vivian-floreselivros.blogspot.com
    Muito Sucesso!!
    Atenciosamente
    Vivian

    ResponderExcluir
  3. Poesia lindíssima, Bruna. Porque fala realmente de alguma coisa. Gosto de poesias assim que são para dizer algo, e não simplesmte para encher linhas sem nenhum sentido.
    Essa fala do poeta, seu sofrimento, sua vocação, seu modo esponja de ser nesse mundo, muito bem percebido em sua poesia Bruna, O Outro Olhar.

    Às vezes, sinto, numa poesia assim cheia de significado e ritmo como essa, só falta musicá-la.
    Bem a calhar essa postagem. Num dia que me senti tão poeta =)
    ;*
    Aline

    ResponderExcluir
  4. Oi Bruna.
    Feliz dia do poeta para vc. (atrasado, eu sei)
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  5. Olá!!!
    Obrigada por retornar a visita!!fiquei muito contente.Seja sempre Bem Vinda ao meu blog!!!
    Vou dar uma espiadinha no seu livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Querida, faz tempo que não nos falamos!!!
    Finalmente me formei! Agora terei mais tempo pra circular um pouco! E ler seus livros, né?!
    Bruna tem dois selinhos no Mimos e Homenagens pra você. http://mimosehomenagens.blogspot.com
    Espero que goste, está na postagem de hoje.
    bjussss

    ResponderExcluir

Comente aqui, vou adorar trocar opinião!