Meus livros!

18 setembro 2015

AUTOPUBLICAÇÃO

Não foi fácil chegar até aqui. Ainda é pouco, eu sei. Mas meus livros, quase todos frutos da autopublicação, vão aos poucos conhecendo novos leitores. Sou questionada desde o dia em que comecei a escrever. “Por quê? Bruna, desiste. Isso não dá dinheiro. A publicação independente custa muito caro. Vai gastar e não vai conseguir nada do que gastou de volta.” Tudo bem. Realmente eu não vivo de vender livros. E da mesma forma não sei viver sem tentar abrir um caminho para eles. Porque quem escreve deseja ser lido.  Existe toda uma construção ali. Um envolvimento. Uma expectativa sobre o enredo. Conseguir ver seu texto concluído, impresso, é algo que vai além de explicação. É vocação. É paixão. É discutir com esse limite que se chama impossível. Não dá pra aceitar o não e basta. Por isso eu continuo. Por isso estou de volta para divulgar meu trabalho após quase três anos de ausência. Estou aberta a parcerias literárias e muito feliz por continuar.  

3 comentários:

  1. Saudades também amiga!!!
    Tenho te acompanhado pelo face! Parabéns pelo seu bebê (que já deve estar grandinho)kkk!
    Isto mesmo Bruna...Não desista nunca! Estamos aqui para te apoiar!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Para lhe dizer que gostei,
    escrevo este comentário
    porque encantado fiquei
    com o seu feitiço literário!

    Obrigado pela sua visita,
    volte sempre se o desejar
    quem na mentira não acredita
    pois, nunca se deixa enganar!

    Um abraço para você Bruna,
    e tenha uma tarde de muita alegria,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  3. Não vi nenhuma!
    sem roupa toda nua
    gostei da tua, Bruna
    serenata à luz da lua,

    Se calhar o sol na tua rua,
    anda cada vez até mais tarde
    para ver se pergunta à lua
    a razão por que não arde.

    No corpo sentido intenso calor,
    nas serenatas em noites de luar
    serão os sintomas do louco amor
    até no pensamento nos faz voar!

    Desejo para você amiga Bruna,
    uma boa tarde. um abraço.
    Eduardo.

    ResponderExcluir

Comente aqui, vou adorar trocar opinião!