Meus livros!

20 maio 2016

TUDO POSSO, TUDO PODEMOS!

Minha postagem de hoje é sobre tudo posso, tudo podemos.  
Você acredita que "querer é poder"? Eu sim. 
Vejo exemplos vivos disso todos os dias. Exemplos de luta, realização, conquista do amor próprio e persistência. 
Mais especificamente, vou citar um projeto que demonstra claramente a força da autodeterminação: o Empoderart’!

Eu o conheci esta semana, em minha palestra do dia 18, na Faculdade Pitágoras, em minha cidade. Ele é voltado para mulheres negras da periferia, mas indo bem além, porque todas nós, guerreiras, sensíveis, valorosas, mães, filhas, e que enfrentamos tantas dificuldades, diga-se de passagem, precisamos nos empoderar. 
O Empoderart' ilustra bem o "tudo posso". 
O projeto é representado por um grupo de mulheres lindas e com uma força interior louvável. Elas contam suas histórias de superação, algumas de arrepiar, e nos fazem perceber que independentemente dos padrões de beleza que a sociedade impõe, do  peso, tipo de cabelo ou das marcas do que se vivenciou, da condição social ou classe, uma mulher precisa se amar como é. Se valorizar ainda que o meio ou seu ambiente familiar a desvalorize. Devemos urgentemente reciclar nossos valores e jogar fora rótulos e medidas e recuperar a autoestima. Acreditar que quatro verbos são essenciais para a nossa transformação: ser, querer, poder, fazer.  
Empoderar-se é dizer não para o abuso (emocional ou físico), assumir nossa vida nas próprias mãos e reconhecer o quanto somos lindas e poderosas do jeito que somos. 
De bem com nosso corpo e com nossas ideias somos um saldo de   força, alegria, sucesso.
A mensagem que elas passam?
“Empoderem-se mulheres!”
Eu vou seguindo o exemplo do projeto e me empoderando aqui como escritora e mostrando que apesar das barreiras que existem no caminho dos autores independentes, SIM, eu estou vencendo. Eu sou, quero, posso e vou!!! 
Beijo poderoso para vocês!!!

2 comentários:

  1. Muito bacana!É isso mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Ao crer, você abre portas para todas as minorias, pois, seu post fortaleceu estas mulheres e todos ao lado delas.
    Abraços

    ResponderExcluir

Comente aqui, vou adorar trocar opinião!